Como Ganhar Dinheiro no Carnaval

Como ganhar dinheiro no Carnaval? Confira 10 dicas imperdíveis!

Quer aproveitar o Carnaval para ganhar dinheiro?  Configura 10 dicas imperdíveis . Com a economia em ebulição, principalmente para o turismo e o comércio em diversas regiões do país, essa época do ano é excelente para empreendedores e comerciantes colocarem suas ideias em prática e testarem a adesão dos consumidores.

Como ganhar dinheiro no Carnaval? Confira 10 dicas imperdíveis!

foto ilustracao carnaval
Foto Ilustrativa Carnaval

1. Fantasias

Vender fantasias é uma das melhores opções já que são muito procuradas e infinitas opções. E o melhor, você não precisa de uma loja para vendê-las. Divulgando nas redes sociais, você consegue comercializar diferentes peças, mesmo antes do Carnaval.

Mas se você não é muito adepto às redes sociais ou quer dar um “up” nas vendas, outra opção é estar por perto dos famosos bloquinhos de rua. Com certeza você encontrará uma multidão disposta a comprar fantasias de Carnaval.

2. Produtos diversos

Para quem ainda não sabe o que vender no Carnaval, apostar em produtos simples para uso no dia a dia pode funcionar muito bem.

Bonés, viseiras, chapéus e óculos de sol são produtos atemporais e todo mundo usa, principalmente nos dias de muita exposição ao sol. Acessórios de cabelo, capas de chuva e pochetes também são muito utilizados pelos foliões durante as festas de Carnaval, em que as pessoas carregam o mínimo necessário e prezam pelo conforto.

Encontre um fornecedor que lhe ofereça produtos de qualidade, com preço acessível e arrase nas vendas. Estar nas proximidades dos foliões pode ser um diferencial no fechamento do seu caixa.

Caso você já tenha uma loja, lembre-se de deixar esses produto com boa exposição nessa época, para que todos vejam que você tem eles disponíveis.

3. Personalização de abadás

O Carnaval é uma das épocas em que as costureiras mais recebem pedidos para confecção e customização de abadás, que são as camisetas usadas pelos foliões de blocos carnavalescos, para se reconhecerem como grupo.

A procura é grande e os abadás são indispensáveis para quem vai cair na folia. Porém muita gente quer se diferenciar dos demais e opta pela customização da peça. Divulgue seu trabalho, antes mesmo do período carnavalesco. Faça alguns abadás personalizados e atraia os primeiros clientes nas redes sociais.

4. Maquiagem de Carnaval

É impressionante a quantidade de foliões que aparecem com maquiagens e pintura no corpo para curtir as festas. Mas não é todo mundo que consegue se caracterizar como deseja.

Portanto, se o seu diferencial é com os pincéis, aposte no seu talento e ganhe uma grana com isso. Você pode trabalhar na sua casa ou montar um pequeno quiosque onde prestará esses serviços na rua, próximo das festas.

5. Vender Bebidas

Cerveja Carnaval
Foto Ilustrativa Bebidas Para Carnaval

Assim como as fantasias, outro produto que, sem a menor dúvida, vende muito durante o Carnaval é a bebida. Água, cerveja, refrigerantes e outras opções são muito procuradas para aliviar a sede da galera durante os dias de calor.

Você pode adquirir seus produtos em estabelecimentos que tenham a opção de atacado. Dessa forma, pagará mais barato e conseguirá lucrar de acordo com as suas vendas.

Dica: você pode vender em um ponto fixo ou circular pelos pontos de maior aglomeração com um isopor de bebidas.

6. Sacolés

Tradicional e há anos no mercado, o sacolé ou geladinho é uma ótima opção para vender no Carnaval.

Além de ser prático de carregar e fácil de preparar: a base do sacolé é feita com leite condensado, leite e o sabor de sua preferência. Outra opção de sucesso garantido é o geladinho alcoólico. Adapte a receita e conquiste a galera.

Caso não tenha muita intimidade com a cozinha, pode procurar por um fornecedor de qualidade e se diferenciar em meio à multidão.

7. Vender Gelo

O gelo também é campeão de vendas durante o Carnaval. Imagine só vender para os foliões reunidos nos blocos, os churrascos em turma e até mesmo outros ambulantes e estabelecimentos comerciais. É uma ótima oportunidade para lucrar de forma simples.

Você pode comprar ou produzir o gelo que será comercializado. Para o transporte, utilize caixas térmicas ou monte uma barraca específica para a venda. Como a procura é sempre muito grande, certamente não faltarão clientes.

8. Vender Alimentos

lanche-carnaval
Foto Ilustrativa Lanche Carnaval

Em uma época em que as pessoas ficam muito tempo na rua, embaixo do sol forte e em meio à multidão, o acesso à alimentação tem que ser fácil e prático.

Food trucks e lugares que vendem lanches rápidos são uma ótima fonte de renda.
Prepare lanches leves e com ingredientes frescos. De forma higiênica, embale e venda na rua. Você também pode optar por preparar lanches na hora, com o auxílio de uma chapa.

9. Transporte

Como a Lei Seca penaliza os motoristas que bebem e dirigem, você que não curte os bloquinhos e não bebe, pode usar essa época do ano ao seu favor e conseguir uma renda extra.

Já pensou em fechar corridas pagas com amigos e parentes? Para o folião que não é adepto ao transporte público e não confia nos aplicativos de carona, essa é uma ótima solução. Dessa forma todo mundo curte despreocupado e você ainda lucra com as viagens carnavalescas.

Dica: esteja com a documentação do seu veículo em dia e tenha muita paciência. As cidades que têm atrações carnavalescas costumam ter ainda mais trânsito nessa época do ano.

10. Aluguel

Alugar Apartamento para Aluguel
Alugar Apartamento Para Carnaval

Durante o Carnaval, a procura por locação de residências costuma aumentar absurdamente. Se na sua cidade existe aglomeração e festas de Carnaval, certamente atrai visitantes todos os anos. Uma excelente opção é alugar imóveis ou cômodos da sua casa.

Essa prática é tão lucrativa que, em alguns casos, as pessoas deixam suas casas e ficam com parentes ou amigos, para atender o número de turistas e lucrar com o aluguel.

Como tirar a licença para vender no carnaval?

É necessário procurar a prefeitura municipal ou a Companhia de Serviços Urbanos de seu município para solicitar a licença de vendedor ambulante no carnaval.

Todos os anos as prefeituras de cada cidade onde acontecerão festas de carnaval, organizam um local ou criam um site para emitir as licenças. Porém isso costuma acontecer, geralmente, 3 a 4 meses antes do início das festas.

Então é preciso ficar atento sobre isso se você quer trabalhar como vendedor e procurar o órgão responsável pela emissão do alvará em sua cidade.

O que precisa para pedir a licença?

Documentos Pessoais Licença Prefeitura
Documentos Pessoais Licença Prefeitura

Primeiramente você deverá pegar uma guia disponibilizada pela prefeitura para preencher com todos os seus dados e informações relacionadas ao trabalho.

Procure se informar onde está funcionando o setor responsável pelo cadastro de ambulantes em sua cidade, para pegar a guia ou obter mais informações.

Além disso, existem alguns detalhes necessários:

  • Ser maior de 18 anos;
  • Identidade (RG);
  • CPF;
  • Comprovante de residência.

Carnaval é uma época boa para ganhar dinheiro?

Todos os anos o carnaval movimenta muito dinheiro na economia do Brasil. Somente em 2020 a estimativa é que o carnaval movimentou mais de R$ 8 Bilhões de Reais.

Então é uma excelente oportunidade para todas as pessoas, não apenas para vendedores ambulantes, mas para o comércio em geral. Vários setores conseguem ter um aumento muito grande nas vendas e quem souber aproveitar esse período, poderá se dar muito bem.

As áreas com maior faturamento durante o carnaval costumam ser a de alimentação, transporte e hotéis.

Veja alguns dados de quanto o carnaval movimenta, com base em dados de 2020 de algumas cidades:

  • Rio de Janeiro: Teve um aumento de 29% na receita gerada. Com o Rio de Janeiro movimentou R$ 4,1 Bilhões durante o carnaval.
  • São Paulo: O carnaval movimentou R$ 2,7 Bilhões em SP e atingiu um público de 15 milhões de foliões durante os dias de festa.
  • Salvador: Com um crescimento de 4,3%, o carnaval movimentou R$ 2,1 Bilhão na economia da cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.